O que é o PopJob?

O PopJob é um Marketplace que junta numa só plataforma Recrutadores ("Poppers") e Trabalhadores ("Jobbers") no âmbito dos Trabalhos Pontuais Não Especializados, como hospedeira/promotor, guias, drivers, valet parking, babysitting, etc.). É uma Startup portuguesa e está "em aceleração" na Fabrica de Startups, a principal aceleradora de Startups privada em Portugal.

O que existe hoje?

Neste momento o PopJob tem o seu conceito validado através do site Beta lançado no Verão de 2016, através do qual é possível os Jobbers inscreverem-se na plataforma, inserirem informação pessoal e fotografias e candidatarem-se a Trabalhos Pontuais. Para além disso, é possível aos Poppers publicarem Trabalhos Pontuais e receberem as candidaturas por e-mail.

Qual é o objectivo da Campanha?

Já que testámos o conceito e já validámos que o mercado existe, queremos avançar rapidamente para a Fase 2, isto é, a fase em que começamos a oferecer aos nossos 2 tipos de utilizador um vasto leque de funcionalidades para melhorar as suas vidas! A Fase 2 incluirá funcionalidades como:

  • Os Poppers terem uma conta de acesso ao PopJob através de um Login como os Jobbers;
  • Os Jobbers terem uma App para responder melhor às suas necessidades;
  • Os Jobbers receberem notificações no telemóvel de Trabalhos adequados para si;
  • Poppers e Jobbers trocarem mensagens num chat depois de uma candidatura;
  • Os Jobbers verem apenas os Trabalhos Pontuais adequados a si;
  • Os Poppers "adicionarem" Jobbers ao seu círculo;
  • Os Poppers poderem publicar Trabalhos visíveis apenas para Jobbers com certas características (e.g. só raparigas, só residentes no Porto, só rapazes com mais de 1.90m, etc.)
  • Os Poppers darem Feedback sobre os Jobbers com quem trabalharam (e vice-versa);

Para além disto tudo, queremos alocar também uma parte do montante angariado em acções de captação de Jobbers em vários pontos do país como Universidades e Escolas.

Sobre o promotor: 

Quem Somos?

A Equipa é constituída por 4 pessoas:

  • Fundadores:
    Francisco Varela Cid - Quase-Engenheiro, é o homem por trás da ideia. Ele não espera sentado!
    José Portugal Catalão - Formado em Gestão e Finanças, começou logo com o Francisco a estruturar o projecto. Tem a mania que é engraçado.
  • Colaboradores:
    Hugo Baeta - Um dos nossos programadores, é formado em Engenharia Informática pelo Técnico e já trabalhou numa empresa de desenvolvimento de software. 
    Pedro Cerejo - Outro dos nossos programadores, está a terminar Eng. Informática no Técnico mas ja está completamente apaixonado pelo PopJob.

Também contamos ainda com a ajuda pontual de 3 pessoas:

  • Inês Cunha Monteiro - Formada em Marketing e Publicidade, ajudou-nos sobretudo a pensar e construir a marca e toda a nossa comunicação;
  • Mariana Gonçalves - Designer, veio fazer um STOP aos atentados que a equipa estava a fazer ao mundo do Design. Pensem duas vezes antes de lhe falarem sobre Photoshop!
  • Marco Mendão - Engenheiro Informático, foi quem nos desenvolveu as primeiras linhas de código. Se não fosse ele, só tinhamos um Business Plan!
Orçamento e prazos: 

Orçamento

Temos planeados alguns investimentos para potenciar o PopJob. Como esta campanha segue a mecânica de "tudo ou nada", em que só recebemos o dinheiro se a campanha atingir ou ultrapassar o valor estabelecido como "Meta", dividimos o nosso orçamento em Investimentos Mínimos e Investimentos Complementares:

Investimentos Mínimos:

  • 5.000€: Aumentar a equipa, sobretudo de developers, recorrendo a estágios profissionais, apoios do Estado ao empreendedorismo e outros fundos comunitários europeus;
  • 500€: Desenvolver acções de divulgação e promoção do PopJob pelas principais Universidades do país.

​Investimentos Complementares:

  • 4.000€: Complementar o aumento da equipa, proporcionando mais estágios profissionais;
  • 500€: Complementar as acções de divulgação e promoção do PopJob em mais pontos do país;

Prazos:

Os nossos prazos são muito simples:

  • Estágios: Precisamos deste montante para aplicar mensalmente consoante o pagamento dos estágios, ao longo de um período entre 9 meses e 1 ano;
  • Acções e Campanhas: Planeamos iniciar as acções pelas Universidades a partir de Fevereiro de 2017, sendo que a maioria do montante angariado para este objectivo deverá ser utilizado entre Fevereiro e Abril desse ano.

Ao longo deste período total de 1 ano, os fundos desta campanha permitirão acelerar o projecto de forma a podermos lançar com mais solidez uma campanha de Investimento via equity crowdfunding, Business Angels ou Venture Capital.

Imagens: